24.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioPolíticaCLDFPráticas dos Centros de Iniciação Desportiva são reconhecidas como atividades profissionalizantes

Práticas dos Centros de Iniciação Desportiva são reconhecidas como atividades profissionalizantes

Publicado em

Criados no início da década de 1980, os Centros de Iniciação Desportiva (CID) oferecem aos estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal a prática e o conhecimento técnico e tático de diferentes modalidades esportivas. As atividades dessa iniciativa passam a ser consideradas profissionalizantes com a promulgação da Lei nº 7.444/24, publicada no Diário Oficial do DF nesta primeira semana de março.

O texto foi proposto pelo deputado João Cardoso (Avante) ainda em 2021, com o argumento de que os CIDs possibilitam ao aluno “vivenciar a modalidade esportiva e adquirir aprendizado para ser, futuramente, um profissional da área de educação física, mais especificamente da modalidade esportiva aprendida”.

Todas as 14 coordenações regionais de ensino do DF possuem centros de iniciação desportiva, os quais oferecem aulas gratuitas no contraturno escolar. As modalidades ofertadas são: atletismo, badminton, basquetebol, capoeira, ciclismo, futebol de campo, futsal, handebol, judô, karatê, luta olímpica, natação, tênis, tênis de mesa, voleibol, xadrez e ginásticas acrobática, artística e rítmica.

Desses centros, já saíram profissionais que hoje são professores da rede pública do DF, como Márcio Antônio Rocha, que na adolescência praticou basquete em um CID de Taguatinga. 

Há exemplos, também, de estudantes que iniciaram uma prática desportiva num desses centros e, de lá, ganharam o mundo. É o caso, literalmente, da atleta Tyfane Rodrigues Martins, “formada” em atletismo no CID do Gama. Ela já foi campeã brasileira, recordista brasileira, campeã sul-americana, além de ter conquistado outras medalhas.

Amparo legal

O reconhecimento da atividade profissionalizante dos Centros de Iniciação Desportiva (CID), reforça a nova lei, e deverá obedecer as normas previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei Federal nº 9.394/96), na lei que institui normas gerais sobre desporto (Lei Federal nº 9.615/98), na lei que assegura aos estudantes das escolas públicas acesso aos CIDs (Lei Distrital nº 3.433/04), assim como em suas regulamentações.

O autor da matéria, João Cardoso, salienta que a Lei de Diretrizes e Bases define a educação profissional como “uma modalidade educacional que tem o objetivo de proporcionar ao estudante a profissionalização e qualificação para a inserção e atuação no mercado de trabalho e na vida em sociedade”. 

 

 

“Esta lei irá contribuir para a geração de diversas atividades profissionais, principalmente por possibilitar a ampliação do processo de seleção e formação de futuros atletas, contribuindo, por si só, na redução do desemprego”, avalia o distrital.

Serviço

O estudante que quiser se inscrever em algum Centro de Iniciação Desportiva, deve procurar a regional de ensino responsável por sua escola.

Seguem abaixo os números de contato de cada uma delas:

• Brazlândia – (61) 3901-3683

• Ceilândia – (61) 3901-6646

• Gama – (61) 3901-8093

• Guará – (61) 3901-6657

• Núcleo Bandeirante – (61) 3901-4337

• Paranoá – (61) 3901-7552

• Planaltina – (61) 3901-4472

• Plano Piloto/ Cruzeiro – (61) 3901-8150

• Rec. Das Emas – (61) 3901-1549

• Samambaia – (61) 3901-7944

• Santa Maria – (61) 3901-6593

• S. Sebastião – (61) 3901-8343

• Sobradinho – (61) 3901-4094

• Taguatinga – (61) 3901-8046

Fonte: Agência CLDF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar