24.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioPolíticaCLDFEdital de seleção de projetos escolares de combate à dengue prevê inscrições...

Edital de seleção de projetos escolares de combate à dengue prevê inscrições até 8 de março

Publicado em

Incentivar e apoiar projetos de prevenção e promoção da saúde, com ênfase no combate à dengue, na comunidade escolar: esse é o objetivo de edital lançado pela presidente da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Câmara Legislativa, deputada Dayse Amarilio (PSB). O chamamento é voltado para as escolas públicas que ofertam educação profissional na área da saúde, e as inscrições podem ser feitas até 8 de março aqui. O resultado será divulgado a partir do dia 11/03.

Os projetos selecionados contarão com até R$ 10 mil, destinados por emenda parlamentar, para a execução das ações previstas. Além disso, a escola que obtiver maior pontuação com ações de mobilização (divulgação em outras escolas, visitas a comércio e residências locais etc.) receberá o aporte de mais R$ 20 mil, via PDAF, por meio de emenda parlamentar, para dar continuidade ao projeto.

Multiplicadores

De acordo com o edital, os projetos deverão prever ações a serem desenvolvidas entre os meses de março e abril. Entre elas, deve constar a indicação e formação de alunos para serem “agentes multiplicadores”, responsáveis por levar as orientações para o combate e a prevenção à disseminação da dengue, em até 10 minutos, a outras turmas da unidade escolar participante e a outras escolas e comunidades escolares. A “meta” dos 10 minutos é o que dá nome ao edital: “Saúde nas Escolas: 10 minutos para salvar uma vida”.
 

 

“Junto com os multiplicadores, os estudantes das escolas técnicas da área da saúde farão pequenos agentes de combate à dengue”, avalia a deputada Dayse Amarilio, que é enfermeira especialista em Saúde da Família. “Nossa proposta é, com a expertise desses alunos, levar conhecimento tanto à comunidade escolar, como à comunidade local, e assim ensinar, multiplicar os ensinamentos e vencer a batalha contra a dengue”, completa.

O edital estabelece, ainda, que deverá ser criado um grupo de representantes da unidade escolar, intitulados “ embaixadores”, os quais serão responsáveis por coordenar as atividades de multiplicação das informações. 

O edital – com as normas para a apresentação e execução dos projetos, bem como os prazos – está disponível, na íntegra, aqui

Fonte: Agência CLDF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar