17.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioPolíticaCLDFCâmara Legislativa homenageia servidores que completam 30 anos na Casa

Câmara Legislativa homenageia servidores que completam 30 anos na Casa

Publicado em

A Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou sessão solene para render homenagem aos servidores que completaram 30 anos de trabalho até o fim de dezembro do ano passado. A reunião ocorreu na noite desta segunda-feira (29) por iniciativa do deputado Pastor Daniel de Castro (Progressistas).

O deputado afirmou que a trajetória de cada servidor reflete na evolução do DF. “Cada um tem sua história e a história dessas pessoas aqui, que são suporte para nós deputados, muda a vida da nossa sociedade. Muda a vida do cidadão brasiliense”, disse o parlamentar, justificando o objetivo que teve ao propor a sessão.

“Os servidores que recebem hoje esta homenagem são verdadeiros patriarcas e matriarcas da Câmara Legislativa. As três décadas que eles e elas trazem na bagagem representam por si só um fator de liderança. São pessoas que começaram a fazer o Poder Legislativo com máquinas de escrever, mas que hoje participam da transformação para o mundo digital com a informatização de todos os processos legislativos e administrativos da Casa, chegando a esse momento de ser considerada a Casa mais transparente do Brasil. Isso por conta de vocês”, declarou o Pastor Daniel de Castro.

O deputado falou ainda sobre a sua missão como membro da Mesa Diretora. “Assumi essa incumbência [de supervisionar a Diretoria de Gestão de Pessoas] em um momento marcante, durante a validade de um histórico concurso público que renovou os quadros da Casa de forma impressionante: das 86 vagas previstas no edital, chegamos a mais de 450 nomeações. É uma grande realização para o serviço público de Brasília fortalecer o quadro efetivo do nosso Poder Legislativo. Se é daqui que saem as leis, daqui que ecoam as vozes de representantes e representados, isso só pode ser feito com o máximo de eficiência, modernidade e transparência, se a Casa dispuser de servidores em quantidade e qualidade necessárias para fazer frente a esse desafio. Vocês são muito especiais, impactaram a vida de uma jovem cidade”, afirmou o primeiro-secretário da CLDF.

 

Veja todas as fotos.

 

Lembranças

Logo no início da cerimônia foi exibido um vídeo comemorativo em que alguns servidores visitaram a primeira sede do Legislativo distrital. Na peça, Lucimar Oliveira Nascimento, Niedja Maria Freitas da Silva e Inaldo José de Oliveira relembram as dificuldades da construção de um novo poder, os problemas com estrutura, as alegrias da convivência, as lutas por melhorias para a categoria e as vitórias para a sociedade. O deputado Chico Vigilante (PT) também participou do vídeo, reafirmando a importância dos homenageados. “Os servidores da CLDF são a peça fundamental para o funcionamento da Câmara. Temos uma assessoria realmente qualificada”, falou o parlamentar.

Ainda no vídeo, o consultor técnico-legislativo Florêncio Yukihiro Sinzato, primeiro médico do trabalho da CLDF e único durante muitos anos, diz que as condições atuais são muito diferentes do que havia na época e fala sobre o legado que deixa. “O trabalho no início da Câmara era super diferente, em nada se parece ao trabalho atual. Se eu consegui deixar um legado é o autocuidado que o servidor tenha, não só do ponto de vista médico e físico, mas também do bem-estar mental, social e da prática de atividade física”, declarou doutor Florêncio, que permanece em atividade laboral.

 

 

Por fim, na peça desenvolvida pelo Núcleo de Comunicação Organizacional da CDLF, Felipe de Souza Oliveira, filho do servidor José Rodrigues Oliveira, recentemente falecido, também trouxe seu testemunho. “Cresci na sede antiga e vendo esta aqui ser construída. Meu pai tinha muito orgulho de estar aqui e por isso sempre trouxe muito a gente pra cá. Poucas pessoas amam o trabalho como ele amava”, relatou emocionado.

Solenidade

Durante a solenidade, o presidente da CLDF, deputado Wellington Luiz (MDB), falou sobre o legado construído pelos servidores. “Não existem outras palavras que não de gratidão. Se essa Câmara existe é graças a esses servidores que ajudaram a escrever nossa história. Se hoje a Câmara tem o reconhecimento, inclusive como a mais transparente do Brasil, é porque pessoas como vocês semearam esse terreno para que a gente pudesse plantar e hoje colher”, disse o presidente.

Por sua vez, Max Maciel (Psol) lembrou um dos momentos mais marcantes na trajetória dos servidores e da Câmara Legislativa. “Ainda era a antiga CLDF e nós, um bando de jovens lutando pelo passe-livre, resolvemos ocupar o plenário. Levamos um monte de colchonetes e comida escondida nas mochilas. E qual era a primeira reação? A Copol vai expulsar a gente. Mas nós já ocupamos… Então, ficamos com os colchonetes e foi maravilhoso porque esses profissionais que têm 30 anos acolheram a gente. Ajudavam a gente a repor a água e quando não, avisavam para a gente não tomar choque porque aquele prédio era cheio de gambiarra. Por isso, queria agradecer a cada um de vocês que nos acolhem e nos acolheram”, rememorou o jovem parlamentar.

O secretário-geral da Câmara Legislativa, delegado João Monteiro Neto registrou que a solenidade “é uma oportunidade ímpar da Casa devolver a homenagem a essas pessoas que tanto tempo dedicaram de suas vidas, afinal os concursos são duríssimos e os servidores vêm com uma bagagem muito grande e elevadíssimo nível intelectual”.

Um dos servidores mais antigos da Casa, Arlécio Alexandre Gazal discorreu sobre a história da CLDF e celebrou os servidores. “Posso dizer que – de tudo o que conheço e são mais de 60 anos de serviço público – é difícil encontrar um órgão que funciona tão bem, paga relativamente bem e tem servidores que dá gosto de a gente dizer porque são super competentes”, afiançou o doutor Arlécio.

Representando os servidores na ativa, a analista legislativa Jacqueline Jereissati Galuban disse que a história é de superação. “Vivenciamos muitas mudanças e superamos muitos desafios. Contribuímos com nosso trabalho e compromisso para o crescimento e a melhoria não somente dessa Casa, mas do DF como um todo. Hoje celebramos não apenas o tempo de serviço, mas a paixão e a persistência que nos unem”, falou Jaqueline.

Já Augusto Cezar Alves Bravo representou os servidores de livre provimento na ativa. “Começo homenageando os que se foram [faleceram] e digo a eles: sua dedicação a essa Casa ecoa nos corredores e no plenário. Tenho 33 anos aqui e muitas histórias. Participei da elaboração da Lei Orgânica do Distrito Federal e do primeiro Regimento Interno. E a Câmara ensina a cada dia. Eu tinha um preconceito implícito porque trabalho aqui há tantos anos e não me envolvia com as pautas [para as quais] eu redigia as normas. E hoje tenho a honra de conversar com os signatários [e destinatários] daquilo que eu escrevo. Isso é inclusão e a Câmara me ajudou [a me incluir]. Obrigado Câmara Legislativa”, exclamou o servidor.

 

 

José Coury Neto, consultor técnico-legislativo inativo se pronunciou em representação aos servidores aposentados. “Nosso sentimento é o mesmo, de enorme alegria em razão desta homenagem e deste reconhecimento. Sou eternamente grato pela oportunidade de ter dedicado metade da minha vida ao trabalho no Poder Legislativo do Distrito Federal. Foram muitos obstáculos vencidos e muitas histórias de realizações pessoais e profissionais. Agradeço por ter a Câmara Legislativa em minha vida. À Câmara nosso eterno muito obrigado”, agradeceu o jornalista.

Ao fim da solenidade, foram destinadas moções de louvou a 181 homenageados.  
 

Fonte: Agência CLDF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar