17.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalInauguração de campo de futebol de grama sintética contribui para ressocialização de...

Inauguração de campo de futebol de grama sintética contribui para ressocialização de socioeducandos

Publicado em

Uma partida de futebol society marcou a inauguração do novo campo de grama sintética da Unidade de Internação do Recanto das Emas (Unire), nesta sexta-feira (3). O campo society estava desativado por desgaste natural no material de revestimento além do desnivelamento no chão.

Os socioeducandos agora podem contar com o novo espaço para a prática de atividades desportivas e pedagógicas na própria unidade, além de o local poder ser utilizado por outras unidades socioeducativas para treinos, jogos de futebol e outros eventos interunidades. Foi realizada uma reforma geral do campo society com a troca da grama sintética, execução de alambrados, iluminação e urbanização ao redor.

“Investir em esporte significa promover a cidadania e a qualidade de vida. Por meio das atividades esportivas, os socioeducandos cuidam da saúde e desenvolvem habilidades sociais. Isso reflete na melhoria da convivência em sociedade e assim é importante oferecer um espaço aos socioeducandos para a realização de esportes”, afirma a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

O Distrito Federal conta com nove unidades de internação. A Sejus, por meio da Subsecretaria do Sistema Socioeducativo, é responsável pela execução das medidas socioeducativas destinadas aos adolescentes que cometem ato infracional. As medidas têm como intuito oferecer programas educacionais que disseminem valores éticos de irrestrito respeito à dignidade da pessoa humana.

Esporte e cidadania

Para promover a educação, as unidades possuem núcleos de ensino, que são anexos de escolas da rede pública de ensino e funcionam dentro das unidades de internação socioeducativas a fim de possibilitar o cumprimento do direito dos adolescentes e jovens.

Segundo o subsecretário do Sistema Socioeducativo, Daniel Fernandes, o esporte é uma das grandes ferramentas no contexto socioeducativo aliado à educação. “Este equipamento esportivo é muito importante porque será plenamente utilizado pelos adolescentes e fortalece esse momento de integração, de lazer, além de ser uma possibilidade para trabalhar valores e perspectivas que os adolescentes, muitas vezes, entram no sistema socioeducativo sem ter”, explica.

Os adolescentes e jovens da Unire foram beneficiados com o campo society a partir de recurso proveniente de emenda parlamentar de autoria do deputado distrital Fábio Félix.

*Com informações da Sejus

Fonte: Agência Brasília

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar