15.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalEducaçãoProfessor da rede pública do DF disputa etapa final do Prêmio Educador...

Professor da rede pública do DF disputa etapa final do Prêmio Educador Transformador

Publicado em

O projeto atua com ressocialização, autonomia e protagonismo dos jovens socioeducandos

Soraia Cantanhede, Ascom/SEEDF

 

 

O professor da rede pública de ensino do Distrito Federal, do Núcleo de Ensino da Unidade de Internação de Santa Maria, Francisco Celso Leitão Freitas, venceu as etapas estadual e regional do Prêmio Educador Transformador, na Categoria Ensino Fundamental – Anos Finais, com o projeto RAP (Ressocialização, Autonomia e Protagonismo). Agora, Francisco se prepara para disputar a etapa nacional da premiação que acontece durante a feira educacional Bett Brasil, em São Paulo, na próxima semana.

 

Estar nessa final é um sentimento de realização, não individual, mas uma realização coletiva. Porque geralmente quando a mídia retrata o socioeducativo só se mostra pautas negativas. E acho que essa é a oportunidade de mostrar o tema de outra forma“, comenta.

 

O projeto RAP desenvolve, desde 2015, a transformação de trajetórias de vida de adolescentes em condições de vulnerabilidade social. O professor Francisco conta que atua por meio dos quatro elementos da cultura Hip Hop (DJ, MC, Graffiti e Break) aliados ao conhecimento.

 

Eles (socioeducandos) carregam letramentos, que muitas vezes nós, educadores, não carregamos, e eles carregam essa potência do rap, da cultura hip-hop, da cultura urbana. E o que eu fiz foi apenas ter a sensibilidade de perceber isso e oportunizar que essa potência fosse ainda mais amplificada“, explica.

 

Inicialmente, as ações pedagógicas e culturais eram voltadas para os socioeducandos da Unidade de Internação de Santa Maria, mas com o reconhecimento do projeto, outras unidades passaram a receber as atividades.

 

 

Após a implementação, o RAP recebeu várias premiações. Em 2021, foi laureado no Prêmio Práticas Inovadoras nas Escolas Públicas do Distrito Federal, promovido pela SEEDF. No mesmo ano, o Projeto chegou a ser reconhecido internacionalmente no Prêmio Ring of Peace, passando a receber aportes financeiros que permitiram ampliar as ações. Com isso, as intervenções puderam ser ofertadas em outras unidades socioeducativas, bem como em escolas regulares, além do acompanhamento de egressos que participam do Projeto.

Reconhecimento

 

Além do Projeto RAP, o DF teve representantes em diversas categorias premiadas na etapa regional do Prêmio Educador Transformador. Veja abaixo:

 

Categoria Ensino Fundamental – Anos Iniciais

 

3° lugar: Eu e os animais é o bicho! Um olhar sobre o nosso DF – Iara Vidal Andrade Bonfim – Brasília – DF.

Categoria Ensino Fundamental – Anos Finais

1° lugar: Projeto RAP (Ressocialização, Autonomia e Protagonismo) – Francisco Celso Leitão Freitas – Brasília – DF.

 

Categoria Ensino Médio

 

2° lugar: STEAM com Robótica – Kleber Xavier Feitosa – Brasília – DF.

Categoria Educação Profissional

 

2° lugar: Expansão da mente acadêmica – XMA – Tarso Regis Petrilio Lima – Brasília – DF

Categoria Educação de Jovens e Adultos (EJA)

 

3° lugar: Projeto Pelicano – Francisco Ferreira dos Santos Neto – Brasília – DF.

Categoria Educação Superior

 

3° lugar: Educação empreendedora para mulheres: Um olhar sobre as competências – Márcia lúcia de souza – Brasília – DF

Prêmio Educador Transformador

 

O Prêmio Educador Transformador tem como objetivo principal identificar, valorizar e divulgar projetos educacionais transformadores, alinhados à Educação Empreendedora, que tenham sido implementados por professores em instituições de ensino públicas ou privadas do país. Ele é dividido em três etapas: estadual, regional e nacional, e cada etapa reúne sete categorias.

 

Os 35 professores finalistas do Prêmio Educador Transformador estarão presentes na Bett Brasil 2024, quando serão conhecidos os sete vencedores nacionais, um em cada categoria.

 

Os vencedores receberão troféu, pacote completo de participação em evento de educação, a ser definido, e um notebook.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Educação do DF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar