15.9 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioSem categoriaMT: Diante de crise, trabalhadores de frigoríficos ganham representação nacional no Estado

MT: Diante de crise, trabalhadores de frigoríficos ganham representação nacional no Estado

Publicado em

MT: Diante de crise, trabalhadores de frigoríficos ganham representação nacional no Estado

Confederação que representa 440 mil trabalhadores de frigoríficos no País busca mais integração com entidades profissionais e patronais do Mato Grosso

Por Clarice Gulyas

A Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins) irá inaugurar nesta quarta (11/3), unidade de representação da entidade em Cuiabá (MT). O objetivo da chamada Sala de Apoio da CNTA Afins é buscar mais integração com federação, sindicatos e trabalhadores para desenvolver atividades específicas para a defesa dos direitos e interesses dos 52 mil trabalhadores do Estado, sobretudo do setor frigorífico, que somavam 36,5 mil trabalhadores até dezembro de 2014. Na ocasião, serão realizadas reuniões com entidades representantes dos trabalhadores e também das empresas. O evento será realizado das 9h às 16h na Rua Poxoréu, 139, bairro Jardim Alvorada.

Ao inaugurar a quinta Sala de Apoio da entidade, Artur Bueno de Camargo, presidente da CNTA Afins, explica que, assim como no Rio Grande do Sul (RS), em Rondônia (RO), Rio de Janeiro (RJ) e Limeira (SP), a Sala de Apoio do MT faz parte da política de descentralização da representação da entidade, e tem como objetivo intensificar a organização e mobilização dos trabalhadores da categoria da Alimentação. Atualmente, a entidade representa 1,6 milhão de trabalhadores no País, ligados aos setores de bebidas, frigoríficos, açúcar, laticínios, trigo, panificação, confeitaria, rações, plúrimo (que abrange os setores de água, arroz, doces, castanhas, conservas, mandioca, milho, soja e outros) e derivados. 

“Estamos antecipando essa instalação em virtude da ameaça de grandes demissões no setor frigorífico, por motivo da evasão de animais para outros Estados. Queremos aproximar nossa entidade dos sindicatos e da federação. Estamos preocupados com a situação dos trabalhadores e pretendemos discutir o assunto diretamente com as empresas, após ouvir trabalhadores e entidades locais”, comenta Artur.

Preocupada com a saúde e a segurança dos trabalhadores do setor frigorífico, a CNTA Afins lançou em agosto de 2013 a Cartilha dos Trabalhadores do Setor Frigorífico em Mato Grosso. O material de bolso, que também pode ser consultado pela internet, aborda a nova regulamentação nas indústrias frigoríficas, a partir da publicação da Norma Regulamentadora n° 36 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em vigor desde abril de 2013. 

“Nosso papel, como representante nacional e oficial dos trabalhadores da categoria da Alimentação é apoiar a coordenação das atividades dos sindicatos e da federação. A confederação quer trabalhar com quem está do lado do trabalhador, independentemente de preferências políticas ou ideológicas. Viemos para somar e reforçar o movimento sindical local”, completa o presidente da CNTA Afins, que irá lançar a Campanha Nacional Contra Acidentes de Trabalho e Doenças Ocupacionais em frigoríficos da JBS durante o evento.

De acordo com o Perfil dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, elaborado pela subseção do Dieese na CNTA Afins, o Brasil possui 440.150 trabalhadores no abate e produção de carne, com remuneração média de R$ 1.379,69, segundo dados da RAIS 2013.  No Mato Grosso eram 36,481 trabalhadores, com remuneração média de R$ 1.431,60 até dezembro de 2014. O Estado ocupa a quinta posição nacional em número de trabalhadores, atrás apenas do Rio Grande do Sul (54,187 mil), Santa Catarina (65,875 mil), São Paulo (63,399 mil) e Paraná (76,375 mil). 


Cartilha dos frigoríficos é lançada no mt 


Cartilha dos frigoríficos pode ser baixada pela internet

Mais informações: www.cntaafins.org.br


Assessoria de imprensa da CNTA Afins
Clarice Gulyas (61) 3242 6171 / 8177 3832  vivo /whatsapp

Feed

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar