27.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioSem categoriaAlunos visitam a Usina de Energia Fotovoltaica no Parque de Águas Claras

Alunos visitam a Usina de Energia Fotovoltaica no Parque de Águas Claras

Publicado em

Iniciativa de levar estudantes da rede pública de ensino ao local segue até o próximo mês

Equipe da Secretaria do Meio Ambiente e Proteção Animal (Sema) esteve, nesta terça-feira (4), na Usina de Energia Fotovoltaica no Parque Ecológico de Águas Claras, acompanhando a visita de estudantes da rede pública de ensino. O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Sema, está executando o projeto CITinova – Planejamento Integrado e Tecnologias para Cidades Sustentáveis, que tem como um dos objetivos criar estratégias para promoção da energia fotovoltaica no Distrito Federal.

“É uma alegria para nós proporcionar momentos de aprendizado aos estudantes no contexto da educação para a sustentabilidade. Esse projeto faz parte de acordos com organismos internacionais e conseguimos recursos suficientes para a construção da primeira usina pública de geração de energia solar fotovoltaica de grande porte”, destaca o secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, Gutemberg Gomes.
“Os créditos gerados serão distribuídos para 32 unidades de conservação, dez escolas da rede pública e sedes dos órgãos do sistema do meio ambiente”, informa o gestor.

As unidades escolares do DF estão fazendo visitas, que são aulas de campo, à Usina de Energia Fotovoltaica no Parque Ecológico de Águas Claras, proporcionando o aprendizado por meio da educação ambiental a respeito da energia solar e dos seus benefícios para o meio ambiente.

Segundo Iohana Macedo Salgado da Silva, aluna do 3⁰ ano, “Acredito que o que mais chamou a minha atenção e dos meus colegas tenha sido o funcionamento da usina em si. Logo quando chegamos, fomos recepcionados pelos encarregados da usina, que explicaram como ela funcionava, e todo mundo ficou muito fascinado. Começamos a enchê-los de perguntas, tirando dúvidas e foi um debate muito dinâmico e, o que era pra ser apenas só mais um “passeio escolar”, acabou se tornando uma roda de conversa e um momento de aprendizado muito descontraído”.

“Um ponto que achei interessante para a escola foi o fato dos meninos do 2° e do 3° ano estarem fazendo um projeto sobre energia fotovoltaica, então pra eles especificamente foi muito importante. Eles chegaram extremamente ansiosos na escola e foi realmente fundamental. Acredito que vai render bons frutos para o projeto que eles estão iniciando agora e acho que vai abrir muitas possibilidades. O fato deles terem visitado a localização, conhecido todo o processo e a explicação dos técnicos vai ajudar bastante e esclarecer muitas dúvidas que eles tinham”, destacou a Professora Daniela Trigueirinho Alarcon.

A implantação do sistema solar fotovoltaico em áreas de órgãos públicos visa melhorar a eficiência energética e promover economia de recursos públicos, implementando soluções mais sustentáveis do ponto de vista ambiental, devido à tecnologia de baixo impacto e à contribuição na redução dos Gases de Efeito Estufa (GEE).

“É muito importante que os estudantes tenham consciência de que se trata de um sistema de geração de energia solar inovador, cuja instalação dentro do parque não causou danos ao meio ambiente, uma vez que não foi necessário remover nenhuma árvore nem impermeabilizar o solo com cimentação”, evidencia o assessor especial da Sema Hugo de Carvalho Sobrinho.

As visitas estão sendo realizadas desde o dia 27 de junho e acabarão no dia 17 de agosto. Participam o Centro de Ensino Médio (CEM) 01 do Riacho do Fundo, CEM Urso Branco, CEM Taguatinga Norte, CEM 02 de Ceilândia, CEM 414 de Samambaia, Centro Educacional (CED) Incra 08 e CED 619.

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar