20.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioSão PauloSua praia tem bandeira vermelha ou verde? Cetesb cuida da balneabilidade em...

Sua praia tem bandeira vermelha ou verde? Cetesb cuida da balneabilidade em SP

Publicado em





Órgão vinculado à Semil avalia a qualidade da água e recomenda se é adequada para banhistas



Com a chegada da temporada de verão, festas de fim de ano e férias escolares, as cidades litorâneas recebem mais turistas. No Estado de São Paulo, a Cetesb é a companhia responsável por avaliar a balneabilidade das águas nas praias paulistas. Mas o que é balneabilidade?

É a fiscalização da qualidade das águas destinadas à recreação, nas quais os banhistas podem ter contato direto e prolongado, como, por exemplo, em casos de natação e mergulho. Nessas situações, sempre há a possibilidade de ingestão de quantidades significativas de água.

A gerente da Cetesb no setor de qualidade de águas litorâneas, Claudia Lamparelli explica como funciona o processo de análise: “O programa de balneabilidade da Cetesb existe há cerca de 50 anos. Atualmente, são avaliados 175 pontos no litoral do Estado de São Paulo, desde Ubatuba até Cananéia. Os técnicos da Cetesb percorrem toda essa distância todas as semanas, para coletar amostras de água do mar. Essas amostras são levadas aos laboratórios da Cetesb, onde serão realizadas as análises microbiológicas, para fazer a contagem de bactérias fecais presentes nessas águas. A quantidade dessas bactérias vai definir a classificação da praia”.

Se sua praia preferida for considerada imprópria para banho, o melhor a se fazer é respeitar a recomendação de não entrar no mar, já que são vários os fatores que podem influenciar a qualidade da água. “A qualidade das praias depende de vários fatores, como a ocupação urbana e a estrutura de saneamento básico dos municípios, mas no verão o excesso de turistas pode sobrecarregar esses sistemas. Além disso, as chuvas típicas dessa estação que levam detritos e poluição pelos rios até o mar, também podem causar um aumento do número de praias impróprias”, explica Claudia Lamparelli.

Ela destaca ainda que as crianças, idosos e pessoas com baixa resistência são as mais suscetíveis a desenvolver doenças ou infecções após terem nadado em águas contaminadas. Por isso, só entre no mar se encontrar a bandeira verde!

Quer saber mais sobre esse assunto? Acesse: cetesb.sp.gov.br

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar