16.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioSão PauloCinco exposições imperdíveis para visitar neste fim de semana no estado de...

Cinco exposições imperdíveis para visitar neste fim de semana no estado de SP

Publicado em





Museus da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo oferecem exposições imersivas para diversos públicos



O prédio do antigo Liceu de Artes e Ofício, atual Pinacoteca do Estado

No Museu Catavento, localizado no centro de São Paulo, a exposição “Santos Dumont: entre máquinas e sonhos” expõe a vida e as conquistas do inventor brasileiro Santos Dumont e sua relação significativa com as ciências. Através de detalhados painéis visuais interativos e dioramas, a mostra apresenta o nascimento das muitas inquietações de Dumont e traz réplicas em tamanho real dos aviões Demoiselle e 14-bis, o primeiro do mundo a voar, e um caça F5 da Aeronáutica.

A diversão será garantida também para as crianças e adolescentes, que poderão participar de oficinas de blocos de montar, quiz sobre a vida de Santos Dumont e oficina de aviões de papel.

O público que for aproveitar o fim de semana no Parque do Ibirapuera não pode deixar de visitar o Museu Afro Brasil Emanoel Araujo, que inaugura neste sábado a exposição “Xilogravura – Emanoel Araujo”. Na mostra, será possível conhecer mais sobre a produção artística do artista em sua juventude, permitindo reconhecer em sua poética tanto referências ao não-erudito quanto a mestres como Henri Matisse e Pablo Picasso.

Dominando a técnica da pintura em cerâmica com destreza, Alex Červený produziu uma série de trabalhos em azulejos, cujo conjunto constitui o maior já apresentado até hoje. Os admiradores do artista poderão conferir, na Pinacoteca de São Paulo, a exposição mais abrangente do artista, que reúne mais de cem obras, entre azulejos, cerâmicas policromadas, esculturas de bronze, pinturas e gravuras. Com rigor e coerência plástica, o artista criou um universo particular em que o ser humano, a palavra, a paisagem e o céu são os protagonistas.

As cores ditas ‘sagradas’ possuem simbolismos que buscam facilitar a conexão do indivíduo com o divino, com significados universais que transcendem barreiras étnicas e culturais. É isso que você poderá conhecer melhor na exposição “De Cor e Alma – A Cor na Arte Sacra”, no Museu de Arte Sacra de São Paulo, que traz 60 obras, entre pinturas, esculturas e objetos, de artistas diversos como José Ferraz de Almeida Júnior, Benedito Calixto, Jorge José Pinto Vedras, Manuel da Silva Amorim e Louis Pisani.

Para finalizar o roteiro, a exposição “Mirella Ricciardi: homenagem aos povos da Amazônia”, no MIS, apresenta 47 imagens produzidas em 1990 pela célebre fotógrafa italiana-queniana, em viagens a comunidades indígenas amazônicas. A exposição tem curadoria de Amina Ricciardi, filha da fotógrafa que tem dedicado os últimos 15 anos a catalogar e digitalizar o extenso acervo junto a sua mãe, com o jornalista Leão Serva.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar