18.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalEducaçãoSaúde e Educação unem esforços no combate ao mosquito da dengue

Saúde e Educação unem esforços no combate ao mosquito da dengue

Publicado em

Inspeções por focos do mosquito serão realizadas em todas as escolas até o final de março. Conscientização sobre a doença ocorrerá nas salas de aula

Ícaro Henrique, Ascom/SEEDF e Larissa Lustoza, Ascom SES-DF

 

 

A Secretaria de Estado de Educação (SEEDF) e a Secretaria de Saúde (SES-DF) atuam conjuntamente no enfrentamento do mosquito da dengue, por meio de ações de conscientização e vigilância sanitária. As atividades incluem inspeções nas escolas em busca de focos do mosquito e a realização de atividades pedagógicas para informar as crianças e jovens sobre a doença.

 

A parceria entre as duas secretarias tem como objetivo envolver professores e famílias, fortalecendo a vigilância contra focos da doença nas escolas e nos lares. Com o intuito de eliminar os focos do mosquito da dengue, aproximadamente 90 escolas já foram inspecionadas, e até o final de março, todas as 835 escolas deverão passar por vistorias epidemiológicas.

 

A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, destaca a importância da conscientização nas escolas. “Ao ensinar sobre a dengue desde cedo, as crianças desenvolvem conhecimentos e hábitos saudáveis que podem durar a vida toda. Elas aprendem sobre os sintomas da doença, como se proteger contra picadas de mosquito e a importância de eliminar criadouros do Aedes aegypti”, declara.

 

Hélvia enfatiza também a importância de envolver alunos, professores e demais servidores em campanhas contra a dengue, e como a Pasta vem trabalhando para reforçar a conscientização e prevenção da doença.

 

“Está disponível no site da secretaria o boletim informativo com orientações e sugestões de atividades que podem ser realizadas em sala de aula. Publicamos também a Circular Nº 9/2024 em atenção à emergência na saúde pública no DF, onde os docentes têm autonomia para elaborar o percurso pedagógico e os projetos relacionados à mobilização permanente contra a dengue. Nossos estudantes também vão receber no início das aulas um panfleto pedagógico com uma lista de atividades de combate à dengue”, finaliza.

 

 

De acordo com a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, o objetivo é que as escolas vistoriadas sirvam para que os alunos levem como exemplo às próprias residências. “Estamos fazendo a inspeção de todas as escolas para que nenhuma tenha criadouro de mosquito e também trabalhando na grade escolar para que os alunos sejam esta ponte com as famílias. Porque não há nada mais pedagógico do que uma criança chegar em casa e dizer aos pais ‘Olha, isso aqui pode ser um foco de mosquito”, explica a gestora.

 

Além das inspeções nas escolas, outra medida em andamento é a vacinação contra a dengue para crianças de 10 a 11 anos. O DF foi uma das primeiras unidades da federação a receber as vacinas do Ministério da Saúde (MS), ao lado da Bahia e Goiás. Como estratégia de médio a longo prazo, o imunizante é aplicado em duas doses, com intervalo de 90 dias. Os locais de vacinação podem ser verificados por meio deste link.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Educação do DF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar