16.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalEducaçãoInscrições abertas para a Educação de Jovens e Adultos

Inscrições abertas para a Educação de Jovens e Adultos

Publicado em

Modalidade é oferecida em 100 escolas do DF e também a distância

Por Fernando Jordão, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

 

Para algumas pessoas, a educação formal é como uma corrida com obstáculos, alguns tão difíceis de superar que acabam por tirá-las da pista. Mas sempre é tempo de voltar e alcançar a linha de chegada. E esse é exatamente o objetivo da Educação de Jovens e Adultos (EJA), cujas inscrições estarão abertas a partir desta terça-feira (25). A modalidade é dedicada àqueles que não concluíram os estudos ou que nunca tiveram a oportunidade de estudar.

 

Os interessados podem se inscrever até 7 de julho, por meio do site da Secretaria de Educação do DF ou pelo telefone 156, opção 2. No momento da inscrição, o candidato informa o endereço residencial ou do trabalho, para ser alocado na unidade de ensino mais próxima e também indica se prefere cursar a modalidade presencial ou a distância.

 

O resultado será divulgado em 19 de julho. Depois, os estudantes terão de 22 a 26 de julho para efetivar a matrícula nas unidades de ensino, levando identidade, CPF, duas fotos 3×4, comprovante de residência e Declaração Provisória de Matrícula (Deprov) ou histórico escolar.

 

Atualmente, 100 escolas do DF oferecem a EJA. “A nossa oferta é descentralizada, para alcançar todas as regiões”, destaca Lilian Sena, diretora da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Educação.

 

O atual período de inscrições, ela explica, é uma das duas janelas anuais usadas para fortalecer a oferta. Mas as matrículas na modalidade podem ser feitas a qualquer momento. Além disso, também podem ser atendidas as pessoas que não têm mais o histórico escolar:Às vezes a pessoa está há muitos anos sem estudar e não tem mais documento escolar. Isso não é impedimento para a matrícula. Ela chega lá e a gente aplica um diagnóstico”.

 

A única restrição é mesmo a idade mínima. A EJA é dividida em três segmentos. Os dois primeiros correspondem ao ensino fundamental e só podem ser feitos por quem tem mais de 15 anos. Já o terceiro, equivalente ao ensino médio, é exclusivo para quem tem mais de 18 anos. Cumprindo este único critério, as portas estão abertas. “A gente consegue atender todo mundo”, reforça a diretora.

 

 

E esse “todo mundo” engloba muita gente: quase 30 mil estudantes estão matriculados na EJA atualmente. Uma delas é Elzenir da Silva Gonçalves, de 52 anos. Aluna do Centro Educacional 2 de Taguatinga, ela diz que a modalidade “trouxe um novo sentido” à vida.

 

Como dona de casa, muitas vezes nos sentimos invisíveis e desvalorizadas. A possibilidade de estudar mostra que somos capazes de muito mais do que imaginamos. Esse programa é um testemunho de que, independentemente da idade ou das circunstâncias, sempre há tempo para crescer, evoluir e alcançar novos horizontes.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Educação do DF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar