24.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalEducaçãoCEF 11 de Taguatinga está de cara nova para a volta às...

CEF 11 de Taguatinga está de cara nova para a volta às aulas

Publicado em

Escola é uma das quatro que integra o projeto-piloto Escolas Inovadoras

Jacqueline Pontevedra, CRE Taguatinga/SEEDF.

 

 

Após quase dois meses de reforma para garantir um ambiente de ensino de qualidade, o Centro de Ensino Fundamental (CEF) 11 de Taguatinga abriu as portas nessa segunda-feira (26) para receber mais de 950 estudantes e 80 profissionais que retornaram às aulas. Durante o mês de janeiro e parte de fevereiro, a escola passou por reformas em diferentes espaços como salas de aula, cantina, refeitório, depósito e banheiros.

 

O CEF 11 de Taguatinga é uma das quatro escolas da rede pública do Distrito Federal que integra o projeto-piloto Escolas Inovadoras, promovido pela Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAPDF) em parceria com a Secretaria de Educação do DF. Lançado em 2019, o projeto conta com um orçamento global de R$ 15 milhões.

 

De acordo com o Edital 04/2019, as melhorias estruturais e pedagógicas poderiam ser realizadas por uma organização da sociedade civil (OSCs) na unidade de ensino. Nesse sentido, depois do chamamento público, a OSC da Universidade Católica de Brasília foi selecionada para trabalhar no CEF 11 de Taguatinga. Por meio do programa, foi disponibilizado um investimento de mais de R$ 3 milhões para a escola para a realização das melhorias.

 

As obras na escola ainda não foram concluídas e, com o início das aulas, serão realizadas aos finais de semana. Estão previstas as reformas da sala dos professores, do espaço multiuso e das salas de informática e de robótica. Além disso, também está prevista uma obra de ampliação com a construção de mais três salas, troca de telhado, colocação de luminárias e instalação de ar condicionado nas salas.

 

Valorização

 

Desde o início das obras, nós trabalhamos mais de 12 horas por dia e aos finais de semana. É uma conquista poder receber os estudantes e os profissionais da educação com uma infraestrutura adequada, com segurança e sem o barulho de obras e outros inconvenientes decorrentes de reformas. Além disso, um trabalho constante de limpeza é realizado. Agora, com a presença dos alunos, a escola ganhou vida”, destacou o diretor do CEF 11, Felipe Gontijo.

 

Há quatro anos na escola, o estudante Arthur Lima, 15 anos, vai cursar o 9º ano do ensino fundamental e estava ansioso para começar as aulas. “Vou finalizar o ensino fundamental com uma escola mais agradável e charmosa, pois o ambiente para estudos está muito melhor depois da reforma”, destacou o jovem.

 

Para repor os dias de aulas da primeira semana do ano letivo de 2024, o diretor da unidada escolar informou que um cronograma de reposição já foi elaborado e encaminhado à Coordenação Regional de Ensino de Taguatinga para que todos os dias letivos sejam cumpridos e não haja prejuízo pedagógico para os estudantes.

Fonte: Secretaria de Estado de Educação do DF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar