27.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalCulturaA Festa no Céu com acessibilidade

A Festa no Céu com acessibilidade

Publicado em

Conduzido pela atriz e cadeirante, Jarlene Maria, espetáculo baseado em conto de Câmara Cascudo apresenta Contação de histórias, bonecos, circo e músicas para estudantes.

Inclusão com muita diversão. Esse será o tom das apresentações do projeto Acessibilidade no Parque que será iniciado nesta terça-feira, 12 de março, com quatro apresentações (10h, 11h, 14h e 16h), no Parque do Setor Leste (Parque infantil da Praça do Cine Itapuã – St. Leste Q 40 ). As últimas apresentações serão na quinta e sexta-feira (14 e 15/3, no mesmo local e horários. Serão 12 apresentações da atriz e cadeirante Jarlene Maria com contação de história e teatro de bonecos para o público infantil, inspirado no conto popular intitulado “A festa no Céu” que trata da temática do preconceito e acessibilidade. O projeto conta com ônibus para levar estudantes deficientes gratuitamente para um passeio cultural no local onde serão realizadas todas as apresentações.

O projeto é patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (SECEC-DF), do GDF.

Atividades – Se não chover, é feito um passeio inicial nos espaços que compõem o parque. Após a visitação, começa a sessão de contação de histórias e teatro de bonecos, seguida de apresentação de obras literárias que tratam do tema da acessibilidade.

A proponente do projeto, a palhaça Alegria Cadeirante, Jarlene Maria de Oliveira, afirma que as sessões de contação de histórias contarão com teatro bonecos utilizando diferentes técnicas de manipulação como luva e manipulação direta.

“Obras literárias que possuem recursos de acessibilidade, Braille, audiobook e LIBRAS também serão expostas”, explica Jarlene Maria que é cadeirante com paralisia cerebral.

Ela explica que as apresentações no parque visam conscientizar os estudantes acerca do respeito às diferenças. “Desejamos despertar nas crianças e no público em geral, respeito ao outro e a exigência desse mesmo respeito para si mesmo, como faz o Sapo no espetáculo, vencendo barreiras para participar de uma festa no céu”, enfatiza a artista.

A festa no céu -O espetáculo é inspirado no conto popular recolhido e publicado por Luís da Câmara Cascudo, “A festa no Céu”. A fábula é classificada como conto etiológico, uma história inventada pela sabedoria popular para explicar o motivo de determinadas características pertencerem a um animal, como o macaco ter um rabo grande, a tartaruga ter o casco remendado etc.

Na proposta da contação, a fábula aborda as diferenças físicas entre indivíduos que erroneamente levam à discriminação e o preconceito. Na adaptação para contação da história, dois passarinhos fazem uma lista de convidados para a festa no céu.

Na seleção dos convidados os passarinhos convidam apenas animais que possuem características análogas aos padrões de beleza difundidos no senso comum: seres altos, magros, esguios, voadores, ligeiros etc. O sapo decide ir à festa e com a ajuda do Palhaço Alegria. Com inteligência e astúcia, ele consegue vencer as barreiras e ir ao Céu e ser o maior destaque da festa.

A história apresenta aos pequenos espectadores uma metáfora, na qual o céu, assim como tudo que é bom, pertence a todos e apesar das adversidades nos cabe enfrentar e vencer o preconceito.

A Palhaça Alegria Cadeirante – Jarlene Maria é cadeirante com paralisia cerebral que desenvolve um trabalho artístico, cultural e social com a Turminha do Palhaço Alegria Cadeirante, grupo que montou e realiza apresentações em festas, escolas, creches, orfanatos, pediatria de hospitais.

Serviço:
O quê: Apresentações (num total de 12) do projeto Acessibilidade no Parque com a Palhaça Alegria Cadeirante
Quando: Na terça-feira (12/03) com quatro apresentações (10h, 11h, 14h e 16h). As últimas apresentações serão na quinta e sexta-feira (14 e 15/3), no mesmo local e horários.
Onde: Parque do Setor Leste (Parque infantil da Praça do Cine Itapuã – St. Leste Q 40 ).
O projeto é patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (SECEC-DF), do GDF.
Informações: (61) 99901-3822

Foto: Jarlene Maria, a Palhaça Alegria Cadeirante no espetáculo “A festa no céu” – crédito – Rafael Rezende.jpg

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar