20.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioBrasilJustiçaJustiça de Roraima dá início à construção do Fórum da Cidadania

Justiça de Roraima dá início à construção do Fórum da Cidadania

Publicado em

O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) deu início às obras do Fórum da Cidadania. O projeto será instalado no Palácio Latife Salomão, e será um espaço centralizado e acessível para os serviços judiciais e de cidadania para toda a sociedade. As obras iniciaram no dia 26 de dezembro com a instalação do canteiro de obras e estão na fase inicial de demolição de áreas internas para a liberação de espaço para a reforma completa de dois prédios e estruturas auxiliares, incluindo guarita, lanchonete, cisterna para reuso de águas pluviais, estacionamento público, subestação de energia e abrigo para geradores.

O lançamento do projeto foi realizado no dia 23 de junho de 2023 e é coordenado pelo presidente do TJRR, desembargador Jésus Nascimento. A assinatura do início das obras do Fórum da Cidadania, no Palácio Latife Salomão, ocorreu no dia 11 de dezembro do mesmo ano.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Reubens Mariz, destaca que a previsão é que a obra seja finalizada em 210 dias, resultando no novo layout interno dos prédios do Palácio Latife Salomão, para facilitar o acesso à prestação jurisdicional de cunho social e uma série de serviços públicos à população roraimense.

“O Fórum da Cidadania será um espaço moderno e acessível, que reunirá diversos serviços do Poder Judiciário, do Executivo e do Legislativo.”, disse Reubens.

O prédio abrigará três Juizados Especiais Cíveis e uma Secretaria Unificada, Turma Recursal, Varas da Infância e Juventude, Vara da Justiça Itinerante, Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania, Ministério Público do Estado de Roraima, Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Roraima, Defensoria Pública do Estado de Roraima, além de outros, contando com o apoio do Governo do Estado de Roraima, Assembleia Legislativa de Roraima e da bancada federal do Estado.

Fonte: TJRR

Fonte: Portal CNJ

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar