21.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioBrasilCulturaMinC divulga resultado preliminar da habilitação do Edital Prêmio Pontos de Leitura...

MinC divulga resultado preliminar da habilitação do Edital Prêmio Pontos de Leitura 2023

Publicado em

O Ministério da Cultura (MinC) divulgou, nesta quinta-feira (18), o resultado preliminar geral da etapa de Habilitação do Edital Prêmio Pontos de Leitura 2023. O documento apresenta as bibliotecas habilitadas após a segunda chamada remanescente. Serão beneficiadas bibliotecas comunitárias que realizaram projetos com contribuído para o fortalecimento da prática leitora em contextos urbanos e rurais, e que tenham contemplado povos e comunidades representativos da diversidade cultural brasileira.  

 

Os recursos desta etapa poderão ser enviados até o dia 22 de janeiro de 2024, um prazo de três dias úteis, contados da divulgação do resultado, enviando e-mail para [email protected], por meio do Formulário de Recurso, devidamente identificado no assunto com: Recurso resultado preliminar da Habilitação do Prêmio Pontos de Leitura 2023.    

 

O edital, promovido pela Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB), da Secretaria de Formação, Livro e Leitura (Sefli), destinará R$ 9 milhões, sendo R$ 30 mil para cada biblioteca comunitária escolhida. A iniciativa tem o objetivo de reconhecer e premiar bibliotecas comunitárias que desenvolvam ações de promoção da leitura. Os recursos poderão ser utilizados para a compra de livros, acervos multimídia, equipamentos e materiais de consumo, além de ações de formação e capacitação.  

 

Próxima fase

 

Após a fase recursal será publicado o resultado final, com a lista definitiva das propostas premiadas.

 

Diversidade

 

Os projetos selecionados pelo Prêmio Pontos de Leitura 2023 representam a diversidade do Brasil. Entre os projetos premiados, estão bibliotecas comunitárias localizadas em aldeias indígenas, terreiros, áreas de assentamento rural, periferias e tantos outros espaços que compõem a diversidade do país. Também foram selecionadas bibliotecas comunitárias que atuam no fortalecimento de temáticas específicas, como a literatura de cordel, literatura indígena, gibis, autoria negra e LGBTQIA+.



Fonte: Ministério da Cultura

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar