16.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioPolíticaCLDFCAS aprova política distrital de atendimento às pessoas com síndrome de down

CAS aprova política distrital de atendimento às pessoas com síndrome de down

Publicado em

Em reunião ordinária desta quarta-feira (27), os membros da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovaram por unanimidade o PL n° 2104/21, do deputado Eduardo Pedrosa (União Brasil), que estabelece diretrizes para a criação da “Política Distrital Atendimento às Pessoas com Síndrome de Down”.

O texto da matéria determina que a política deve ser executada preferencialmente em Centros de Referência Interdisciplinar em Síndrome de Down (CrisDown) e que a administração pública deve ofertar tratamento de qualidade aos pacientes com SD em todas as regiões de saúde, visando o atendimento multidisciplinar por intermédio da CrisDown nas regiões administrativas do DF.

Pedrosa defende a conscientização social como um caminho necessário para que se possa trabalhar da melhor forma a inclusão social da pessoa com síndrome de down. “Os poderes públicos e a sociedade devem conscientizar-se sobre a necessidade de ações para proporcionar o tratamento adequado das pessoas com Síndrome de Down e o apoio a elas e a suas famílias, juntamente com outras ações voltadas para sua plena integração na sociedade”, argumentou Pedrosa.

A CAS aprovou ainda o PL n° 2388/21, também do deputado Pedrosa, que estabelece diretrizes para a criação do Sistema Distrital de Informações (SDI) sobre o cuidado da pessoa com Síndrome de Down (T21). O sistema vai assegurar a produção e analise de indicadores para subsidiar a implementação, o monitoramento e a avaliação da linha de cuidado da assistência prestada às pessoas com a síndrome.

 

 

O deputado Martins Machado (Republicanos), relator do projeto, destacou em seu voto a relevância da matéria. “Compreendemos que esse sistema tem o potencial de expandir o conhecimento da sociedade sobre a síndrome e de promover uma abordagem interdisciplinar para esse grupo, por meio da criação de Centros de Referências em todas as Regiões Administrativas do Distrito federal” declarou.

Comissão aprova mais 2 projetos sobre PCDs

Os distritais votaram ainda um projeto que inclui o dia do paradesporto no calendário oficial de eventos do distrito federal. Trata-se do PL n° 349/2023, do deputado Gabriel Magno (PT), que vai alterar parágrafos da Lei nº 6.637/2020.
 

 

Por fim, a comissão aprovou o PL n° 114/2023, do deputado Rogério Morro da Cruz (sem partido), que promove uma alteração na Lei nº 4.317/09 para permitir que o Poder Público distrital possa credenciar pessoas jurídicas, públicas ou privadas, para a manutenção e reparo dos aparelhos de órtese, prótese e cadeiras de rodas aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Agência CLDF

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar