19.5 C
Brasília
- PUBLICIDADE -
InícioBrasilJustiçaJustiça goiana promove 2º segunda edição do bloco contra a violência doméstica

Justiça goiana promove 2º segunda edição do bloco contra a violência doméstica

Publicado em

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, realiza a segunda edição do Bloco carnavalesco Nem Vem, uma ação de conscientização e prevenção para frequentadores de bares e de blocos de Carnaval sobre a violência contra a mulher durante essas festividades. O objetivo do bloco, que sai na sexta-feira (2), é circular por bares e avenidas movimentadas da capital, orientando sobre como agir em casos de violência e assédio sexual.

O projeto faz parte do cronograma de ações da gestão 2023-2025, liderada pelo chefe do Poder Judiciário Estadual, desembargador Carlos França, que destacou a importância do movimento para a segurança e proteção da mulher. “Ao apoiar essa iniciativa, estamos investindo no fortalecimento da cidadania e na construção de um ambiente festivo onde todas as mulheres se sintam protegidas. Este é um passo significativo para sedimentar uma cultura de respeito e segurança em nossas festividades”, pontou o presidente.

Segundo a vice-coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher e gestora do projeto, juíza Érika Barbosa, a alegria da mulher não pode ser confundida com o seu sim. “A mulher tem direito de se divertir, de dançar, acompanhada ou sozinha. A mulher pode escolher sua roupa, sua fantasia, sem ser perturbada ou diminuída”, frisou a magistrada.

Desfile

O percurso do bloco será diferente nesta segunda edição, com a concentração inicial do público em frente ao Amélia Bar e Cozinha, localizado na Rua 137, no setor Marista, a partir das 19 horas. Em seguida, o Bloco Nem Vem percorrerá a Avenida 85, no setor Marista, descendo pela Rua 94, no Setor Sul. A aglomeração final será na Rua 101, no estacionamento do TJGO. Para os servidores do Poder Judiciário, que sairão do trabalho direto para o Bloco, será disponibilizada uma van, que os levará até a Rua 137.

O desfile contará com participação da Escola de Samba Beija Flor de Goiás, além de um carro de som sendo comandado pela cantora e servidora do TJGO, Mara Cristina, nome conhecido pelo público que gosta de samba em Goiânia. No percurso, os foliões distribuirão para quem estiver nos bares e nas ruas, adesivos com os telefones úteis para denúncias em casos de assédios.

Abadás

Neste ano, para a retirada dos 500 abadás disponíveis será necessário realizar a inscrição no site Sympla, que você pode fazer clicando aqui. Homens e mulheres poderão participar do desfile. No ato da inscrição, será gerado um Qr Code, que deverá ser apresentado junto com 2 quilos de alimentos não perecíveis, para a retirada das camisetas. Os abadás serão entregues na terça-feira (30/1), quarta-feira (31/1) e quinta-feira (1º/2), no Fórum Cível, localizado Park Lozandes ou na sede do TJGO, na portaria da Avenida Assis Chateaubriand. A Coordenadoria da Infância vai disponibilizar crachás de identificação para as crianças e adolescentes.

Fonte: TJGO

Fonte: Portal CNJ

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas notícias

- PUBLICIDADE -

Você pode gostar