Sai premiação para 50 grupos de quadrilhas juninas

Coletivos foram beneficiados na seleção feita pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa  em conjunto com o Ministério do Turismo

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

Com um aporte total de R$ 600 mil, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) vai premiar 50 grupos e coletivos das quadrilhas juninas a fim de valorizar a importância do segmento para a cultura popular do Distrito Federal e ainda socorrer financeiramente o setor, impedido de se apresentar nos últimos dois anos em função da pandemia da covid-19.

resultado do Edital nº 45/2021, com os premiados no Circuito das Quadrilhas Juninas, fruto de convênio com o Ministério do Turismo, foi publicado nesta quinta-feira (2), permitindo que as tradicionais festividades do mês se iniciem com o pé direito.

Quadrilha Junina Eita Bagaceira é uma das 50 selecionadas pelo Circuito das Quadrilhas Juninas | Foto: Tiago Viana

“Desde a pandemia, não paramos um minuto de pensar na força e nos agentes culturais das folias juninas, que, no Distrito Federal, além de envolver anualmente as comunidades, representam uma qualidade de show impressionante”, destaca o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Cada um dos grupos premiados vai receber um total de R$ 12 mil, em reconhecimento à prestação de relevantes contribuições para a cultura e os festejos populares no DF.

“Com isso, ao contemplar 50 grupos, os resultados vão se desdobrar em, pelo menos, 500 pessoas beneficiadas diretamente, que vão poder potencializar sua atuação nos circuitos e festejos juninos de 2022. Para além disso, ainda há toda a cadeia produtiva atingida indiretamente, como sapateiros, costureiros, lojistas, o setor de eventos, enfim, toda uma cadeia dinâmica e grandiosa”Sol Montes, subsecretária de Difusão e Diversidade Cultural

A subsecretária de Difusão e Diversidade Cultural, Sol Montes, informa que esse edital de premiação das quadrilhas juninas vai atingir inúmeros agentes culturais em diversas cidades e 15 regiões administrativas, dando continuidade a uma política que a Secec implantou recentemente, que é o Distrito Junino, voltado à valorização dos agentes culturais ligados aos arranjos produtivos dos festejos juninos.

“Com isso, ao contemplar 50 grupos, os resultados vão se desdobrar em, pelo menos, 500 pessoas beneficiadas diretamente, que poderão potencializar sua atuação nos circuitos e festejos juninos de 2022. Para além disso, ainda há toda a cadeia produtiva atingida indiretamente, como sapateiros, costureiros, lojistas, o setor de eventos, enfim, toda uma cadeia dinâmica e grandiosa”, destaca Sol Montes.

O recebimento da premiação dos projetos selecionados é vinculado à apresentação dos documentos determinados no Edital nº 45, em até 15 dias a contar da data de hoje, com a publicação do resultado definitivo. São eles: certidão negativa de débitos com o Distrito Federal; certificado de regularidade relativa à seguridade social e ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço; CRF/FGTS da pessoa jurídica e recibo de pagamento assinado em conformidade com o documento de identidade do representante responsável do grupo/coletivo ou pessoa jurídica.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Deixe um comentário