CLDF realiza sessão solene em homenagem ao Ano Amoris Laetitia

Foto: Reprodução/TV Câmara Distrital

#

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizou nesta terça-feira (14/6) uma sessão solene para celebrar o Ano Amoris Laetitia (alegria do amor), um ano dedicado à família, proposto pela Igreja Católica. Proposto pelo deputado João Cardoso (Avante), o encontro contou com a participação de diversos religiosos e praticantes do catolicismo.

O parlamentar frisou que o isolamento social causado pela covid-19 fez com que os grupos familiares se aproximassem dentro de casa. “A pandemia pôs em evidência o papel central da família como uma igreja doméstica e mostrou a importância dos laços comunitários entre as famílias.”

O tema do ano foi apresentado pelo Papa Francisco, suprema autoridade da igreja católica, na celebração da Solenidade da Sagrada Família. Trata-se de um evento contínuo, iniciado em maio de 2021, com finalização prevista para 26 de junho de 2022, quando será realizado o X Encontro Mundial das Famílias, em Roma.

Para Irineide Maria dos Santos, coordenadora do encontro de casais com cristo, vicariato centro, a família é uma estrutura primordial na formação humana.

“É o centro de todo o cerne e o encontro de casais nos indica o caminho dentro da igreja. Há um momento em nossa vida que estamos em um barco e não temos mais como voltar, temos que seguir em frente mesmo na tempestade e temos que ter Deus no nosso alicerce.”

Conforme Sebastião Pereira dos Santos, coordenador do encontro de casais com cristo, vicariato centro, apesar do ano da família ser uma celebração católica, um núcleo familiar saudável deve existir independente da religião. “Quando se fala de família, independe da religião, uma família evangélica, espírita e a sua (católica), mas todas estruturadas pensando no bem da própria família e dos outros.”

Segundo o coordenador do clero da arquidiocese de Brasília, José Vicente Damasceno, encontros como a sessão solene são oportunidades para avaliar como a sociedade tem construído e mantido as famílias, que, para ele, são a base de tudo. “Deve ser algo estrutural, toda vez que olhamos a civilização, vemos que se a família perde seu eixo, a sociedade tem um declínio, seja econômico, moral ou político, pois é o elemento constitutivo da sociedade.”

O coordenador do setor de vida e família da Arquidiocese de Brasília, padre João Batista destacou que ao longo do ano a igreja católica buscou promover reflexão e formação sobre o assunto, “não somente aos católicos, mas para todas as pessoas de outras religiões ‘os homens de boa vontade’, como nós dizemos. Que possamos nos dedicar a esta nossa origem, que fala muito sobre o sentido de nossa existência.”

A sessão solene pode ser vista na íntegra no canal do YouTube da TV Câmara Distrital. 

Isabella Almeida (estagiária) – Agência CLDF

Deixe um comentário